Bloom Music Academy, O sítio onde aprendi a sonhar

Há três anos atrás encontrava-me numa altura particularmente difícil da minha vida, onde me sentia completamente cansado e desmotivado. Lembro-me de chegar da escola e ir muitas vezes, direto para a cama, por não encontrar energia para realizar qualquer outra atividade. Não havia um dia em que não chegasse atrasado às aulas, apesar de viver a 5 minutos da escola que na altura frequentava.

Fiquei durante algum tempo perdido, como num deserto sem fim, até que parei, para pensar no que podia melhorar e na pessoa, em que realmente, me queria tornar. Seguiu-se uma serie de decisões inesperadamente arrojadas, entre elas, a inscrição na Bloom Music Academy.

Passei a ter aulas de canto em regime semanal com o Diogo, um professor que ajudou superar as dificuldades que fui tendo, mostrando sempre entusiasmo quando que eu fazia algum progresso (por mais insignificante que este fosse). Mais do que um professor, é um amigo que me ensinou a sonhar e a lutar pelo que eu acredito.

Para além de aprender a cantar, aprendi também a importância de uma boa respiração e postura, e, ganhei uma considerável cultura musical ao interpretar temas de uma panóplia de artistas, como, Creedance Clearwater Revival, Kirk Franklin, Maroon 5, Prince, Stevie Wonder, The White Stripes e os The Killers.

“Em pouco tempo percebi que a voz e a confiança em palco eram caracteristicas que se trabalhavam tal como a aptidão para a matemática ou para o desenho.”

Quando entrei, tinha a voz muito pouco desenvolvida, não sendo capaz nem sequer de produzir um falsetto, mas em pouco tempo percebi, que, apesar de uma inevitável propenção genética, a voz e a confiança eram caracteristicas que se trabalhavam tal como a aptidão para a matemática, o desenho ou qualquer outra atividade. Esta conclusão revolucionou a minha vida. Hoje sei que posso alcançar quase tudo o que quiser com trabalho e dedicação. Não podia haver verdade mais entusiasmante.

Nunca pensei ter a ousadia de cantar num palco em frente a centenas de pessoas, muito menos, sair do mesmo a meio de uma atuação para interagir com o público, mas a verdade é que, nesta academia, sou constantemente desafiado a abandonar a minha zona de conforto: Só no último ano alcancei o segundo grau de vocals da Rockschool Portugal, um exame internacionalmente reconhecido, ganhei uma oitava vocal e formei uma banda.

Não me recordo ao certo do que me levou a entrar na Bloom Music Academy, mas não podia estar mais feliz porque hoje sou uma pessoa mais confiante, arrojada e ambiciosa, que sabe o que quer e para onde vai. Uma pessoa que trabalha todos os dias para o que ambiciona alcançar.

Estou grato por ter tido oportunidade de conhecer e trabalhado com pessoas brutais que me ajudaram a crescer e que jamais irei esquecer, entre elas Filipa, André, Tiago, Beatriz, Ricardo, Diogo, Mariana, Carlota, Gonçalo, Clara, Cláudia, Joel, Carolina e Vanessa. Obrigado por tudo!

Faças o que fizeres, nunca te esqueças de sonhar. O sonho comanda a vida e não há ninguém que to possa tirar. É intrinsecamente teu.

Malik Piarali.

Ver Artigo original ->